R$21,84

3x de R$7,28 sem juros 5% de desconto pagando com Pix Ver mais detalhes

Nosso Macarrão Proteico, livre de sódio e cheio de sabor. É vegano, sem glúten, sem adição de conservantes, enriquecido com potássio e ajuda no equilíbrio do seu organismo.

POR QUE consumir o Macarrão da Zero Sódio e não o convencional?

O excesso no consumo de sódio pode provocar o aumento da pressão arterial (hipertensão), libera hormônios que causam a retenção de líquido e inchaço, além de comprometer o funcionamento dos rins, já que eles têm capacidade limitada para filtrar o sódio, e suas complicações podem levar ao acidente vascular cerebral (AVC).

Hoje, no Brasil, estima-se que 25% da população sofre de hipertensão e complicações por conta do excesso no consumo do sódio, fazendo com que tenham que parar de comer determinados pratos/temperos, perdendo aquele prazer de comer algo que gosta, com o gosto que realmente tem que ter.
Mas a ZERO SODIO chegou para mudar isso!

A Zero Sódio substitui o sódio pelo potássio, outro mineral, não consumido em excesso pelos brasileiros, dando a oportunidade de:
1- reaver o gosto das refeições que já não tinha mais graça
2- inserir o potássio na sua dieta, que provavelmente esteja precisando desse mineral pouco consumido
3- lutar contra a causar hipertensão
4- não causar inchaço e sensações pós refeição


Como consumir?

O corpo demora de 15 a 20 dias para readaptar o paladar e fazer com que o potássio comece a ter o mesmo gosto do sal normal (sódio).
Sugerimos um uso exatamente igual do normal que você já utiliza com o macarrão convencional, pois com o tempo ele vai aparecer com gosto cada vai mais presente.

 

História do Macarrão

Existem muitas controvérsias sobre onde e por quem foi criado o macarrão, um dos pratos mais populares do mundo. Babilônios, assírios, chineses, árabes, italianos: sua criação é atribuída a vários povos e data de milênios.

 

 

Alguns historiadores contam que o macarrão começou a ser produzido por volta de 2500 a.C., quando o homem agrícola descobriu que era capaz de moer cereais e misturar com água, para obter uma pasta que era cozida ou assada.

Uma das versões mais adotadas é a que atribui a origem do macarrão aos chineses. Alguns relatos falam de sua existência há mais de 2.000 anos, durante a Dinastia Han (206 a.C.-220 d.C.), na forma de uma massa feita à base de farinha de trigo ou de milhete, cortada em fios, deixada para secar e, depois, cozida em água fervente junto com outros ingredientes que complementavam o preparo do prato.

Também é bastante aceita a versão de que uma forma mais próxima do macarrão que comemos hoje foi criada pelos árabes, em Jerusalém, no século 5. Essa espécie de farinha cozida em água era conhecida como Itriyah e muito consumida em rituais judaicos. Ao conquistarem a Sicília, no século 9, os árabes acabaram levando a massa para a Itália. De lá, o produto foi transportado para importantes portos do Mediterrâneo e difundido por várias regiões.

 

 

 

 

 

INGREDIENTES:

Fécula de mandioca, farinha de arroz, fécula de batata, proteína de ervilha e Salgante ZEROSODIO (cloreto de potássio, iodato de potássio, antiumectantes fosfato tricálcico e dióxido de silício).